terça-feira, 2 de janeiro de 2018

A arte de Amar

Edu Lobo (feat. Maria Bethânia) - Pra dizer adeus
Biscoito fino
https://www.youtube.com/channel/UC0MFq331Z7_CoSFimP84Mbw

~.~.~
imagem colhida na internet - flor Dente de Leão

A Arte de Amar

_"Quem nada conhece, nada ama._
_Quem, nada pode fazer, nada compreende._
_Quem nada compreende, nada vale._
_Mas quem compreende também ama, observa, vê..._
_Quanto mais conhecimento houver inerente numa coisa_
_tanto maior o amor..._
_Aquele que imagina que todos os frutos_
_amadurecem ao mesmo tempo, como as cerejas,_
_nada sabe a respeito das uvas."_
_PARACELSO_ 

Não sabe o que é o amor?
Não sabe conjugar um amor a dois?
Você ama os seus filhos? O quê você faz por eles? 
Faz acontecer o que sente? Sente e faz acontecer. 
Acontece sempre, precisando ou não. 
Está na confiança, no apoio, na proteção, no carinho, no amparo, no aconchego, na saúde e na doença, na sensação se paz e no futuro deles, livres, confiantes, sabendo o que querem de melhor e autônomos e independentes.

_"O amor é a preocupação ativa com a vida e o crescimento de quem amamos."_ _Erich Fromm_

Um homem não precisa de uma mulher para ter prazer e sexo, para isso tem muitas mulheres. 
Um homem não precisa de apenas uma mulher submissa e servil. 
Um homem que é homem, também pode lavar suas cuecas e roupas, cozinhar a sua comida, limpar a sua sujeira, fazer a sua faxina na casa, passar as roupas, jogar o lixo fora.

_"Paradoxalmente, ser capaz de estar sozinho é a condição para ser capaz de amar.”__Erich Fromm_

Um homem que trabalha fora e a mulher cuida da casa, ela tem o direito de receber satisfações, a metade do salário do homem e a manterem o controle orçamentário e financeiro juntos.

Quando um homem chega em casa tem que ter o reconhecimento além da obrigação, de servir o jantar a mulher e aos filhos, de lavar louça do jantar e dividir as tarefas. 
Por quê?  Porque a mulher não é uma escrava, não é uma empregada, não é uma mamãe de um homem. 
Porque a mulher também está cansada e tem os mesmos direitos ao descanso e ao lazer. 
Para compreender que se as tarefas forem feitas juntas será harmonioso ao casal e bem mais rápido na execução das tarefas. Poderão depois descansar namorando, assistindo seus programas favoritos.

Um homem sem uma mulher é manco de família, com ou sem filhos. 
Um homem que ama uma mulher se sente feliz com a risada sem graça e da voz desafina dela. Quando ela ri e canta é porque ela está feliz. Um homem que ama uma mulher fica triste, quando ela está triste, mas não pode se entristecer para animar a quem ama.

_"Amar com inteligência e de forma plena é o resultado de um ato deliberado."_ _Erich Fromm_

Um homem não pode só deixar de faltar a comida porque ele também come, não é a comida que ele ama, a comida ele gosta ou não gosta. 
Ele tem que sentir a falta da companhia, da doação de carinho e de afeto, da confiança, do respeito mútuo, da ternura de estar lado a lado. De andar nas ruas de mãos dadas, ser cavalheiro e gentil na chuva e sol, no frio e calor.

De massagear as nádegas da mulher com as cólicas menstruais. De servir um chá, um chocolate quando da tpm. Fazer o almoço, a janta, a faxina, a lição de casa com as crianças dele ou dela ou dos dois. 
Sabedor que tem as mesmas obrigações e não podem ficar doentes.
Ha uma relação de afetos, há relação amorosa. Mas, não há uma relação sexual. Essa doação mútua não existe.  Não há trocas no sexo em que cada um deseja o prazer para gozar só e para si mesmo. Nos doamos células somáticas para os filhos serem concebidos. Os homens possessivos traem as mulheres por sexo, por orgias. São extremamente ciumentos e inseguros porque não desejam ser traídos por sexo. As mulheres se tornam infiéis na busca da afetuosidade, da segurança e principalmente na confiança que perderam em seus parceiros. São sabedoras, além da satisfação sexual, da continuidade familiar e de manter o amparo aos seus dependentes.

_“O primeiro passo é tomar consciência de que o amor é uma arte, assim como a vida é uma arte. Se queremos aprender a amar, devemos proceder da mesma maneira que devemos proceder quando queremos aprender qualquer outro tipo de arte, como a música, a pintura, a carpintaria ou a arte da medicina”._
_Erich Fromm_

São amados os incentivadores dos sonhos e das realizações um do outro. Dizer: vai em frente, você vai conseguir a realização do teu sonho. A sua  realização é o nosso projeto de vida em comum. Conte comigo, vamos estudar juntos na cama. 
A cama não foi feita só para dormir e fazer sexo. A cama é a alcova das confidências, das revelações, da cumplicidade, das trocas de carinho e ternura. 
Um casal na cama tudo é possível sem sentir a vergonha de ter prazer, se sentirem respeitados nos limites dos  seus desejos, de se sentirem afetuosos, amados e felizes.

_"O amor é a única resposta para a nossa existência, é o sentimento que nos confere sentido, que confere significado também para a nossa sociedade."_ _Erich Fromm_

Se um homem não compreender, não pensar, não agir, não partilhar, não participar da convivência de um lar. 
Esse homem está fora de seu tempo e da harmonia de uma conjugação familiar.

Os egoístas são egoístas por escolha e por prazer. Eles não se amam, não amam os filhos, que manipulam pelos seus interesses e apenas desejam uma mulher pela posse. São mesquinhos imorais sem culpa ou empatia e incapazes convictos de doar sequer um bom sentimento.

_“O amor não é essencialmente uma relação com uma pessoa específica; é uma atitude, uma orientação do caráter que determina o tipo de relação de uma pessoa com o mundo como totalidade, não como um objeto amoroso”._
_Erich Fromm_
_É paradoxal que dois seres se tornem um e, ao mesmo tempo, continuem sendo dois.
Essa forma de amar, que se baseia na necessidade, é patológica para Fromm. Significa não cuidar de si mesmo nem se entender, significa esperar que os outros se responsabilizem pelo que nós não somos capazes de procurar e que, na verdade, se insere na nossa parcela de responsabilidade._

Um homem e uma mulher tem projetos e sonhos em comum, tem um teto e as mesmas obrigações nas tarefas.
Confiam um no outro nas finanças, na fidelidade familiar, em qualquer lugar sozinhos ou não.  Não se preocupam com a infidelidade sexual, se preocupam com o bem estar e com a família.

Se preocupam fazendo o melhor que são capazes, até ter o melhor para serem cada vez melhor um ao outro. 
Dizendo tudo o que pensam e sentem sem medo, sem constrangimentos em tudo, no sexo, nos sonhos, nos mal estares, na tristeza e na solidão. No respeito ao tempo de isolamento, da privacidade, do pensar necessário de cada um.

Se nada disso acontece sob o mesmo teto. Se não há o diálogo e a compreensão mútua, com os pedidos de desculpas sinceras, com a mudança nos comportamentos ofensivos e o mútuo sentimento de amizade.

_" O amor infantil segue o princípio: “Amo porque me amam”. 
O amor maduro obedece o princípio: “Me amam porque amo”. 
O amor imaturo diz: 
“Te amo porque preciso de você.” 
O amor maduro diz: 
“Preciso de você porque te amo”._
_Erich Fromm_

Um relacionamento pode ser tudo, mas se nada de tudo de amor acontece sob o mesmo teto. 
Não é o amor que sustenta um relacionamento, são os detalhes, as trocas miúdas, os olhares de cumplicidade e a melhor qualidade do conjunto do relacionamento. É o relacionamento saudável que sustenta e fortalece, no dia a dia da convivência, no sentimento de amor conjugal e num projeto de evolução na vida familiar em comum. 

_"O amor é uma atividade, não um efeito passivo; É um estar contínuo, não um arranque súbito."_
_Erich Fromm_

_"Estar apaixonado não deve ser um ato passivo, como quem se limita a se deixar levar, sem fazer mais nada. Pelo contrário, é um ato que envolve uma grande quantidade de movimento, vontade e troca para o prazer."_

Pode ser o tolo sonho de quem se transforma num pesadelo um ao outro. Mas não é um casal, se não é amor. É só um par de inimigos idiotizados, ignorando-se um ao outro, se obrigando a morar para guerrear e se destruírem juntos.
Um horrível exemplo de casal que não servem para serem copiados por ninguém. Principalmente, nem exemplos para os filhos, que irão identificar parceiros iguais aos seus pais nas relações adultas. Os filhos não se sabem que são reféns de uma família e tão pouco se sabem numa provável tragédia social. 

fonte:  A Arte de Amar 
http://estudioterraforte.com.br/wp-content/uploads/2013/07/arte-de-amar.pdf

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

A procura de uma pessoa...


Edu Lobo (feat. Mônica Salmaso) - Valsa brasileira[música de Edu Lobo, letra de Chico Buarque]
Biscoito Fino: https://www.youtube.com/channel/UC0MFq331Z7_CoSFimP84Mbw
Website Oficial
 http://www.monicasalmaso.mus.br/
http://www.chicobuarque.com.br/ -  http://edulobo.com.br/#agenda 

PASQUALE CIPRO NETO - Valsa buarquiana
Mas... Mas Chico Buarque é Chico Buarque, é gênio, portanto... Como é mesmo que termina a letra?   http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff1806200903.htm
~.~.~

A procura de uma pessoa...

não procuro, e nem saberia.
eu nada procurava antes de ti.
tu és o dia que em ti me encontro.
antes de ti não havia um nós.
antes de ti não havia um nome.
não havia o tempo, era só o antes de ti.
o teu nome ensinou-me a amar os teus defeitos,
para que eu soubesse admirar as tuas qualidades.
antes de ti, nunca houvera um nome em minha boca.
nas quatro letras do teu nome me encontrei para que o todo exista.
o silêncio se confessava por nós, a falta da sua voz, o seu canto.
enquanto, a natureza do seu rosto,
ilumina em risos e danças,
em luzes nos meus olhos.
nessas ausências, o que mais sinto são as tuas falas.
a chuva canta por nós, o quanto me encantas.
esse vazio seja das promessas,
no poema do ventre,
as sombras repousem em nós.
sejas o amor que nunca dói. 

A procura de uma pessoa...
Quem deseja quer ser só desejado.
Ser desejado por todos é ser desejado por ninguém.
Todo prazer muda de lugar ou causa um vicio.
Relacionamento virtual e a distância é "ficar" no amor platônico.
Dançar é com pés no chão.
Reconheço meus defeitos, sem eles me desmorono.
Os olhos nos olhos, o rosto lavado na chuva.
As aparências não enganam.
Enxerga-se o que se deseja ver.
Os poetas e os cegos enxergam na escuridão.
Não há metades, nem almas gêmeas.
O patriarcal transforma os meninos em heróis
e nas meninas no corpo capital.
As verdades não são absolutas e sempre mudam,
resistir a mudança é fatal.
Ser moderno é consumir modernidades?
A beleza e as afinidades o tempo devora.
O Amar eterniza o sentimento em benefício de todo ser.
Quem ama não agride sem ser agredido por si mesmo.
Os diplomas vem no último suspiro.
Não há segurança.
Me diz: é perigoso ser feliz?
A procura de uma pessoa...


Edu Lobo (feat. Chico Buarque) - Choro Bandido[ Tom Jobim, Chico Buarque e Edu Lobo]
Biscoito Fino: https://www.youtube.com/channel/UC0MFq331Z7_CoSFimP84Mbw

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

A gente a tudo se acostuma..

All by Myself - EricCarmnVEVO - Buy The Essential Eric Carmen
Web Site Official
http://www.ericcarmen.com/
The Essential Eric Carmen features the biggest hits and best-loved songs from Eric Carmen! Each 2-CD package features classic hits and signature songs, plus full liner notes and photos for the complete experience. Includes 'Tonight,' 'Hungry Eyes,' 'Go All the Way,' 'Let's Pretend' and more.

A tudo a gente se acostuma
e assim,
de tanto se acostumar a tudo,
se acostuma a não sentir até a própria falta
se acostuma em não ser capaz de se separar,
se acostuma tudo que é ruim para a própria vida.

A gente se acostuma ao pior pelos ganhos secundários,
se acostuma perdendo o principal.
A gente se acostuma com o podre,
com o mal cheiro dos rios,
com o irrespirável ar poluído,
com as ruas sujas,
com o lixo solto,
com as empresas podres,
com o caráter podre das pessoas.

E assim,
vamos nos acostumando com o próprio nojo,
a fazer sexo com quem não ama,
a não ser mais nós mesmos e a ser cópia dos outros.
A gente se acostuma com a ignorância de nós mesmos,
se ignorando das podridões das próprias vidas.

A gente se acostuma com o mal costume do sofrimento e,
a mentir para nós mesmos numa casa limpa,
nos agredindo a nós mesmos e,
a nós mesmos sem nos amar,
nos apodrecendo em vida.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

CHUVA Federico Garcia Lorca

RAIN- Ryuichi Sakamoto
::-

SE AS MINHAS MÃOS PUDESSEM DESFOLHAR

Eu pronuncio teu nome
nas noites escuras,
quando vêm os astros
beber na lua
e dormem nas ramagens
das frondes ocultas.
E eu me sinto oco
de paixão e de música.
Louco relógio que canta
mortas horas antigas.

Eu pronuncio teu nome,
nesta noite escura,
e teu nome me soa
mais distante que nunca.
Mais distante que todas as estrelas
e mais dolente que a mansa chuva.

Amar-te-ei como então alguma vez? 
Que culpa tem meu coração?
Se a névoa se esfuma, 
que outra paixão me espera?
Será tranqüila e pura?
Se meus dedos pudessem desfolhar a lua!!
::-
FEDERICO GARCÍA LORCA -[ Espanha - Granada  05/06/1898 - 19/08/1936]
Há coisas encerradas dentro dos muros que, se saíssem de repente para a rua e gritassem, encheriam o mundo.
Todas as coisas têm o seu mistério, e a poesia é o mistério de todas as coisas. 
Federico Garcia Lorca declama seu último poema perante um pelotão de fuzilamento na Espanha.
::-

CHUVA

A chuva tem um vago segredo de ternura,
algo de sonolência resignada e amável,
uma música humilde se desperta com ela
que faz vibrar a alma adormecida na paisagem.

É um beijar azul que recebe a Terra,
o mito primitivo que torna a realizar-se.
O contato já frio de céu e terra velhos
com uma mansidão de entardecer constante.

É a aurora do fruto. A que nos traz as flores
e nos unge do sagrado espírito dos mares.
A que derrama vida sobre as sementeiras
e na alma tristeza do que não se sabe.

A nostalgia terrível de uma vida perdida,
o fatal sentimento de ter nascido tarde,
ou a ilusão inquieta de uma manhã impossível
com a inquietude quase da cor da carne.

O amor se desperta por gris de seu ritmo,
nosso céu interior tem um triunfo de sangue,
mas nosso otimismo converte-se em tristeza
ao contemplar as gotas mortas nos cristais.

E são as gotas: olhos de infinito que fitam
o infinito branco que lhes serviu de mãe.

Cada gota de chuva treme no cristal turvo
e lhe deixam divinas feridas de diamante.
São poetas da água que viram e que meditam
o que a multidão dos rios não sabe.

Oh! chuva silenciosa, sem tormentas nem ventos,
chuva mansa e serena de sineta e luz suave,
chuva boa e pacífica que és, a verdadeira,
a que amorosa e triste por sobre as coisas cais.

Oh! chuva franciscana que levas as tuas gotas
almas de fontes claras e humildes mananciais.
Quando sobre os campos desces lentamente
as rosas de meu peito com teus sons abres.

O canto primitivo que dizes ao silêncio
e a história sonora que contas à ramagem,
comenta-os chorando meu coração deserto
em um negro e profundo pentagrama sem clave.

Minh'alma tem tristeza de chuva serena,
tristeza designada de coisa irrealizável,
tenho no horizonte um luzeiro aceso
e o coração me impede que corra a contemplá-lo.

Oh! chuva silenciosa que as árvores amam
e és sobre a planície doçura emocionante;
dás à alma as mesmas névoas e ressonâncias
que pões na alma adormecida da paisagem.
::-

Sergio Cammariere - E mi troverai
Sito Web Ufficiale
http://www.sergiocammariere.com/

Ghismonda-Bernardino Mei - Italian, 1612 - 1676

Enquanto o tempo do mundo passa, o tempo da vida se acaba.
O mundo está cheio de especialistas e pouca gente para conversar sobre a vida.
Muito vazio sendo obrigado ser feliz.
Cuido muito bem dos meus defeitos, sem eles me desmorono.

Gente exigente demais é a própria contradição.
O quê elas tem a oferecer?
Gente perfeita demais é mal amada, que aprendeu a ser muito chata.
Gosto de tomar banho de chuva, de gente de cara lavada, as que sabem lavar a alma.

Se ficar 24 horas online, procure um psicólogo.
A terapia nos faz encontrar a outra metade de nós mesmos.
Sou o que faço do que fazem de mim.

Posso me perder até com GPS.
Mas, eu não procuro, um belo dia é a gente que se encontra.
Será o dia em que alguém amará os defeitos para saber admirar as qualidades.
Somente as pessoas éticas são amigas e são alianças em relações saudáveis.

O restante é o resto.
É quem precisa de resto para ser feliz?
Se a batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão.
Ao vencedor às batatas, porque gente feliz não enche a sacola de ninguém.

Quanto mais cresço, menos quero ser igual a todo mundo.
Aprendendo a falar e repetir-se sobre coisas iguais.
Vidas se copiando para serem a melhor cópia entre outras,
nas mesmas roupas, em fantasias de vidas iguais.
Gente plana, homogênea, supérflua, medrosa de diversidade.

O amor é mergulho profundo, não serve ao medo de gente rasa.
Sofrem do vazio da vida que não vivem, pela vida que se deixam copiar.
Quanto mais cresço, escolho ser mais pequeno, morrendo na criança que me vi nascer.
Só o essencial me basta e a vida não terá sido uma cópia tão banal.


sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Há Palavras que Nos Beijam - Alexandre O'Neill, in 'No Reino da Dinamarca'

Mariza - Há Palavras que Nos Beijam [Alexandre O'Neill, in 'No Reino da Dinamarca'] 
Website Mariza
https://www.mariza.com/

Alexandre O'Neill - O Poeta
Alexandre Manuel Vahia de Castro O'Neill de Bulhões foi um importante poeta do movimento surrealista português. Era descendente de irlandeses. Tem uma biblioteca com o seu nome em Constância.  [19/12/1924 - 21/08/1986, Lisboa, Portugal]
Livros: Poesias completas 
Feira cabisbaixa: poemas 1965
Uma coisa em forma de assim 1980
A ampola miraculosa: romance 1948
De ombro na ombreira 1969 
Anos 70: poemas dispersos Já cá não está quem falou
No reino da Dinamarca 1958 
Lisboa, Cidade Triste e Alegre
Alexandre O'Neill: passo tudo pela refinadora 
Tomai lá do O'Neill  
A relíquia, de Eça de Queirós 
teatro 2002 Made in Portugal. Testo originale a fronte 1978
Filmes: Terra sem Pão
http://www.poetryinternationalweb.net/pi/site/poet/item/4641
http://www.citador.pt/poemas/ha-palavras-que-nos-beijam-alexandre-oneill
~.~.~
o amor só tem um nome

enquando me amo em ti
o amor só tem um nome
breves à vida saberemos 
e ainda te amas em mim

em sopro é que vivemos 
futura vida que desejava
o amor só tem um nome
tu à mim geravas em tua

passo as veredas que sou 
deixa viver algo em mim
o amor só tem um nome
diante meu amor da vida 

deixas seu coração viver
o amor só tem um nome
você esperavas em mim
só nós libertar-me em ti 

envolves que eu te amo
suficientes que nos ame
e todo amor é recíproco,
o amor só sem um nome

correspondidos és nome
o amor só tem um nome
se mesmo quando não é
só há amor por um nome

a alguém que não o quer
amar é dar e o não tenho
o que nunca se tem a dar
o amor só tem um nome

se não for correspondido
só há amor por um nome
há todo amor é reciproco
o amor só tem um nome

no amor correspondidos  
se quando já não é amor
só há um amor reciproco
és quando não me amas 

não tenho nada para dar 
qual tu nada me queiras
enquando amar em mim
o amor só tem um nome

o amor só tem um nome
o passado que nos fugiu
quando não tem o nome
no amor, presente é seu 

o amor só tem um nome

se ainda assim me amas
quando me amo em ti
mesmo que não te ames
o que me amo em ti nada floresce
por amar-se apenas em si
amarei o que em ti me amo
que meu amor em ti te fortaleça
não sofras, farás sofrer o meu amor
se amas e me amarei com seu amor
não morrei no amor que em ti recebo

ah! se eu tivesse o teu amor em mim
ainda assim, é amor correspondido
meu amor só tem um nome
está em ti o amor que eu me amo
então se guardas o meu amor

tudo que sou é o meu amor
como é bom sofrer o amor
que se alarga e se vive intenso
sou o amor nele contido
se transborda, se faz líquido
o amor que o amor se bebe
ser em ti o meu amor contido
o amor que não se pede

negas se o amor não se cabes
por pouco ou muito amor
bebes o nada e o serás
não sei se tu se amas ou se gostas
tens só prazer consigo mesma
a negação de todo amor
o amor só tem um nome
o tempo a tudo devora
ame-se, só aquela que se ama
és capaz de se amar no outro
ai, de mim senão se amas
Serás o meu vazio de amor
o amor, só tem um nome 
~.~.~
“Só há amor por um nome. mesmo quando não é correspondido”
(Jacques Lacan).

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Canção - de Emílio Guimarães Moura - O poeta do modernismo


Flávio Venturini e Ed Motta - Nascente[Flávio Venturini]
http://www.flavioventurini.com.br/
Um dos ícones do fertilíssimo movimento Clube da Esquina de Minas Gerais, Flavio Venturini é músico desde sempre.
~.~.~
Emílio Guimarães Moura 
Dores do Indaiá, Minas Gerais. [14/08/1902 - 28/09/71]

SONETO
Esquecida no tempo a alma procura
algo que já não é porque era tanto.
Onde amor se desfez, se ainda perdura
a luz que nos mandava e se fez pranto.

Algo torna a vibrar, algo que a pura
força de ser revela o próprio encanto,
luz que à noite mais cega, mais se apura,
trêmula voz transfigurada em canto.

Voltam fluídas lembranças à retina,
cálidas formas, luzes de extramundo...
e a vontade de amar que amar ensina.

A mente, não, mas a alma há de deter
no que tem de mais límpido e profundo
e embora fugaz vive do eterno.

***

Travessia - Flavio Venturini[Milton Nascimento]
http://miltonnascimento.com.br/site/
ObraDiscosDvdsTrilhaLetrasPartiturasCinema
"Você foi chegando, humilde e tomou conta do meu corpo para sempre. Encheu meus dias de beleza e razão para viver." Lília Silva Campos - Mãe de Milton Nascimento.
~.~.~
Emílio Moura e Carlos Drummond - 1932

CANÇÃO
Viver não dói. O que dói
é a vida que se não vive.
Tanto mais bela sonhada,
quanto mais triste perdida.

Viver não dói. O que dói
é o tempo, essa força onírica
em que se criam os mitos
que o próprio tempo devora.

Viver não dói. O que dói
é essa estranha lucidez,
misto de fome e de sede
com que tudo devoramos.

Viver não dói. O que dói,
ferindo fundo, ferindo,
é a distância infinita
entre a vida que se pensa
e o pensamento vivido.

Que tudo o mais é perdido. 
~.~.~

O Céu de Santo Amaro [ J.S.Bach/Flávio Venturini]- Chitão, Xororó, Caetano e João Carlos Martins
***

SONETO
Desejo de sentir o que ora não penso
ou o que penso; e o que penso é não vivido.
A alma retrai-se; o espírito suspenso,
detém-se: é fio irreal interrompido.

Há um ímpeto de fuga que não venço.
Extrai-o de mim mesmo; é sem sentido.
E assim pairo, sonâmbulo, no imenso
campo que fica entre a presença e o olvido.

Como entender o que nem foi vazado
em forma signo ou luz? Como e por que ando
perto e longe de mim que ardo ao meu lado?

Como esquecer que o próprio esquecimento
do que em mim se rebela e está sonhando
rói a sede de ser em que me invento.
~.~.~
Emílio Guimarães Moura, um dos maiores e mais esquecidos poetas de nosso modernismo. Integrante do grupo de modernistas mineiros que ajudaram a revolucionar a literatura brasileira na década de 1920. Foi redator de cadernos literários dos periódicos Diário de Minas, Estado de Minas e A Tribuna de Minas Gerais. Moura foi também professor universitário, e um dos fundadores da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade de Minas Gerais FACE-UFMG, em 1945, onde lecionou e da qual foi o primeiro diretor. Emílio Moura fez parte do brilhante grupo de intelectuais formado por poetas, escritores e políticos mineiros, como Carlos Drummond de Andrade, Pedro Nava, Martins de Almeida, João Alphonsus, Cyro dos Anjos, Aníbal Machado, Abgar Renaut, Milton Campos e Gustavo Capanema, entre outros, que nos anos de 1920 influenciou notavelmente o movimento que mudou os rumos da literatura brasileira, o Modernismo. Diferentemente da maioria dos amigos, que se mudaram para a capital, Rio de Janeiro, Moura permaneceu em Belo Horizonte, onde passou toda sua vida. Em 1924, integrou, com Carlos Drummond, Gregoriano Canedo e Martins de Almeida, o grupo que editava a Revista, publicação literária modernista. A amizade com Drummond perdurou até a morte de Emílio Moura. Drummond despediu-se dele escrevendo: "Corredor ou caverna ou túnel ou presídio, não importa. Uma luz violeta vai seguir-me: a saudade de Emílio Moura".
http://apoesiadobrasil.blogspot.com.br/2012/03/emilio-moura-1902-1971.html
http://www.algumapoesia.com.br/poesia3/poesianet285.htm

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Ame-se! Você vai precisar de seu amor

"A Lista" - Luiza Possi e Oswaldo Montenegro [por Oswaldo Montenegro] 
https://www.youtube.com/channel/UCYbe5B10vFkqmpWIhSHWaAA
Website Oficial
http://www.oswaldomontenegro.com.br/

"A Lista": música de Oswaldo Montenegro.
Concepção e direção do clipe: Oswaldo Montenegro.
Direção de fotografia e câmera: J. Vitorino.
Edição: Glaucio Ayala
ONErpm: https://onerpm.com/disco/album&album_...
Instagram: https://www.instagram.com/oswaldomont...
Twitter: https://twitter.com/oswaldomontebr
Site Oficial: http://www.oswaldomontenegro.com.br/

A Lista

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia?
Quantos você já não encontra mais?

Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar?
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar?

Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora?

Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?

Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?

Quantas canções que você não cantava
Hoje assovia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você?
~.~.~
Ame-se, você vai do precisar do seu amor. 
"Porque a sociedade trocou a presença pelo virtual, 
a amizade pela network, 
a filosofia pela ciência, 
o sexo pela performance, 
a experiência banal pelo consumo, 
o amor pela relação funcional. [Jorge Miklos]" 

Ame-se, você vai precisar do seu amor.
Compreenda-se nas formas do seu sentir, do seu pensar e do seu agir no mundo.
Não se distraia com a falta, com o vazio e o nada.
Mas, o nada como a negação da existência da própria vida.
Não o nada, simples antônimo de tudo. 

O pobre não sonha, ele fantasia.
Não faça da existência uma fantasia 
Toda ideologia trás em seu bojo uma mentira
Não sou pobre, só não tenho dinheiro. 
Quem disse que tenho que ter dinheiro para ser o que sou?

A vida é feita de escolhas
A cada escolha uma angústia
Tudo muda pelo tempo e tudo passa
Do Ser ou não ser? 
Para Ser ou ter?
A escolha será ainda mais singular pelo tempo

Somente o amor haverá para quem sobreviver
Na tsunami da ansiedade e da depressão silenciosa
Que o coração das mães não sofram
Para poucos este conselho fará sentido,
enquanto os jovens serão os mais vitimados.

Ame-se! Você vai precisar do seu amor.
Amar-se é aceitar a si mesmo sem o medo e a insegurança
Somente aquele que se ama é capaz de amar ao outro. 
Somente aquele que se cura é capaz de curar ao outro.

O bem-estar faz morada na harmonia entre os extremos. 
Ciente que para a dor qualquer analgésico serve. 
Para o sofrimento somente as palavras. 
Com as palavras que se faz o amor
Somente aquele que se ama é capaz de amar o outro.

Ama-se! Você vai precisar do seu amor próprio.
Tem pessoas que só querem desejar e desejam para serem desejadas.
Tem pessoas que só querem gostar do teu melhor. 
É bom saber que gostar é diferente de amar. 
Gostar é ter prazer. 
Gostar da sua aparência, do corpo sarado, do seu bom humor, 
das suas posses, do seu status social. 

O gostar sacia, como o prazer sacia e muda de gostar de outros objetos e outros corpos.
Quando os que apenas te gostam 
se encontraram com seu lado oculto da sombra se espantam, 
te evitam, te rejeitam e te desprezam, te humilham em total desrespeito. 

Acontece muito depois do sexo e é pior quando a imagem no espelho é mais importante. 
A performance sexual no espelho é mais importante que a intimidade.
Quem não te amar, quando estiveres no seu pior e, nem você estará se amando. 
Então, saberás que gostar é o prazer que sempre muda de endereços e consumo de corpos e objetos. 
O amor é admirar as tuas nobres qualidades e amar os teus piores defeitos.
-você "amava" só as minhas flores e, quando o outono chegou, você não soube o que fazer com as minhas raízes-
É maravilhoso quando você sorri e saber que o motivo do seu sorriso sou eu.
"Amar é dar o que não se tem, a quem não quer." Jacques Lacan

Antes de amar você, eu me amo
Somente aquele que se ama é capaz de amar o outro.
https://amenteemaravilhosa.com.br/antes-de-amar-voce-eu-me-amo/

O pobre não sonha, ele fantasia.
Não sobreviva na fantasia
Quem sonha constrói o seu sonho todo dia
Pouco a pouco, dia a dia, no dia de hoje
Sem a ansiedade que um futuro mutável
Até lá tudo pode mudar, seja feliz hoje
Tudo muda, "O futuro a Deus pertence"

Vaidade, vaidade, tudo é vaidade.
(Eclesiastes)
A vaidade é o prazer de se exibir aos outros
Todo prazer causa um vício
A vaidade é o vício dos vícios
[vicio_dos_vicios Flávio Gikovate.pdf]
http://flaviogikovate.com.br/preview_produtos/vicio_dos_vicios.pdf
Do "Ser ou não ser?" para o "Ser ou ter?"
Serei sempre o que sou em mudança, do que sou e do meu vir-a-ser
Independente dos objetos e do patrimônio que tenha. 
A escolha será ainda mais singular na passagem do tempo.

Somente o amor haverá para libertar aos que sobreviverem. 
A tsunami da ansiedade e da depressão silenciosa já acontece. 
Que o coração das mães não sofram. 
Para os poucos este conselho fará sentido. 
Enquanto os jovens serão os mais vitimados. 

Toda ideologia trás em seu bojo uma mentira.
Não importa se a ideologia compreendas
Quando se pratica sem saber o falso "amor romântico"
O falso amor romântico que te faz dependente e submisso.
Na farsa ideologia patriarcal do século passado XX

Não sou pobre, só não tenho dinheiro. 
Quem disse que tenho que Ter dinheiro para ser o que Sou?
O dinheiro é a recompensa pelas suas qualidades aplicadas do seu conhecimento 
Aquele que não te permite evoluir te condena a submissão e a dependência
A vida é feita de escolhas. 
A cada escolha uma angústia. 
Tudo na existência muda e tudo sempre passará

Ame-se! 
As pessoas de baixa auto-estima fazem más escolhas
Elas não amam de si mesmas
Não se permitem dar o bom valor que merecem
Aqueles que se amam são livres do medo e da insegurança
Então:   Ame-se! 
Você vai precisar do seu amor. 
Amar-se é aceitar a si mesmo sem o medo e a insegurança.
Sem a ansiedade que angustia
 Somente aquele que se ama é capaz de amar ao outro. 
Somente aquele que se cura é capaz de curar ao outro.

Ame-se! Você vai precisar do seu amor.
Erich Fromm — "A Arte de Amar"
http://umserpensante.eu.org/download-erich-fromm-a-arte-de-amar/
Seja qual for o caminho que eu escolher, um poeta já passou por ele antes de mim." 
(Sigmund Freud) 

a informação é imprescindível:
OMS: Suicídio já mata mais jovens que o HIV em todo o mundo
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/09/150922_suicidio_jovens_fd
'Meu reencontro com o desconhecido que salvou minha vida'
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/05/150511_encontro_suicidio_lgb
Jonny Benjamin - Blogueiro, especial para a BBC
documentário http://www.thestrangeronthebridge.com/#crew
~.~.~




OSWALDO MONTENEGRO - ME ENSINA A ESCREVER - [VÍDEO OFICIAL]
ONErpm: https://onerpm.com/disco/album&album_...
Instagram: https://www.instagram.com/oswaldomont...
Twitter: https://twitter.com/oswaldomontebr
Site Oficial: http://www.oswaldomontenegro.com.br/
Me Ensina a Escrever
Oswaldo Montenegro

Meu amor
Me ensina a escrever
A folha em branco me assusta
Eu quero inventar dicionários
Palavras que possam tecer
A rede em que você descansa
E os sonhos que você tiver

Meu amor
Me ensina a fazer
Uma canção falando quanto custa
Trancar aqui dentro as palavras
Calando e querendo dizer
Não sei se o poema é bonito
Mas sei que preciso escrever

Meu amor
Me ensina a escrever
A folha em branco me assusta
Eu quero inventar dicionários
Palavras que possam tecer
A rede em que você descansa
E os sonhos que você tiver

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

O que nos move?

"A FALTA QUE NOS MOVE"
Direção: Christiane Jatahy

Pergunte-se: O que te move?
A falta.
Essa falta está do lado de dentro ( quem sou Eu) ? ou (o objeto ou pessoa) do lado de fora?
Tudo do lado de fora de nós, nos atrai, chama atenção.
Sem perceber, esquecemos de nós, do cuidados e valores do que somos, a nossa espiritualidade.
O materialismo nos consume e nos aliena do lado de fora de nós mesmos.
"A FALTA QUE NOS MOVE"
Direção: Christiane Jatahy

Idioma: Português

SINOPSE E DETALHES
Um grupo de amigos resolve se reunir, na véspera da noite de Natal, no intuito de fazer um filme. Ao mesmo tempo aguardam a chegada de uma pessoa desconhecida, a qual nem mesmo têm a certeza de que virá. Enquanto isso eles revelam segredos e fazem um retrospecto sobre suas vidas.
https://vimeo.com/61277667
"A falta que nos move"

A descoberta e o reconhecimento da falta, do vazio interior.
A carência, o afeto, a espiritualidade e o descobrimento do Eu.
Tudo do lado de fora de nós, nos atrai, chama atenção.
Sem perceber, esquecemos de nós, dos cuidados da auto consciência, auto estima e os valores do que somos, a nossa espiritualidade.
O materialismo nos consome e nos aliena do lado de fora de nós mesmos.
Nasce o conflito entre o que sou e o vir-a-ser ainda futuro, faz-nos viver a ansiedade de uma vida futura, sem viver a valorização e a felicidade da vida presente.
Vive-se como se não houvesse o hoje, adiando a felicidade e sem ser feliz e sem valorizar o presente.


 A falta que nos move

por Liane Alves.
Numa entrevista recente, a atriz Isis Valverde desabafou:
"Tenho um buraco enorme dentro de mim, uma falta que não consigo explicar ou preencher, e que está sempre presente em tudo o que faço".
Como um pano de fundo, esse sentimento a acompanha em suas conquistas, projetos, relacionamentos. Às vezes fica encoberto, mas se há um pouco de silêncio interior, ele pode se manifestar claramente.
E isso não acontece só com ela.
O que Isis descreveu tão bem é algo que habita o coração de todos.
Essa quase indefinível sensação de necessidade e carência foi descrita pela filosofia, pela psicologia, pela literatura.
Para alguns ela é intensa, para outros se apresenta menos profundamente e com mais raridade.
Porém, uma vez ou outra na vida, nos encontramos com esse sentimento inequívoco de falta de algo que nem conseguimos definir direito o que é.
"Na mitologia grega, a mãe de Eros, o desejo, é a Penúria, a falta.
Sabiamente, os gregos colocavam a carência como a origem de tudo que desejamos na vida.
Para eles, esse gosto de escassez, de insuficiência, de insatisfação é a grande faísca que dá partida às nossas ações, planos e sonhos", diz a professora de mitologia Helenice Hartmann."
leia mais:
http://amigosdofreud.blogspot.com.br/2011/08/falta-que-nos-move.html#.Wc7o6tKnFkg

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Filosofia de boteco pra macho. Lá vai...

Pessoas que não compreendem nem os bichos.
Dirá compreender as pessoas.

A Mulher não precisa de sexo 3 vezes por semana.
Não se sente traída por sexo.
A Mulher se sente traída na confiança, traída pela família.

A Mulher não quer abraço e atenção quando está cozinhando.
Isso é interesse pelas comidas.

A Mulher quer atenção e carinho nas cólicas menstruais.

Quem precisa de sexo 3 vezes por semana é o homem macho,
que não sabe o que fazer com a produção continua de espermatozóides.

A mulher tem que se dar o valorizar.
"A Mulher precisa estar ao lado de um homem para ter valor."

Não! Ao contrário.
O homem sem a mulher é que não tem valor.

A ideia que a Mulher só necessita da sensualidade e o Homem do patrimônio só conjugam interesses e frustrações.
Essa é a inversão de valores há tempos na sociedade que desvaloriza a Mulher.

O homem se sentirá desejado pelo patrimônio e frustrado por não ser amado.
Sendo até agressivo para com a mulher pela decepção.
A mulher se sentirá valorizada pela beleza e pela sensualidade, mas frustrada por não ser amada. Sendo até agredida e magoada por ser um objeto de prazer.

O "amor romântico" do século passado, o provedor e a dependente

O homem sem a mulher é que não tem valor.
O homem sozinho não perpetua nem a espécie.
A mulher que convive com um macho deste não está sendo amada,
nem respeitada, tão pouco valorizada, só é de utilidade e também usada só por prazer.

O homem de cérebro reptiliano, Morre no pensamento machista.
Não serve nem para evolução da espécie humana.
 ~.~ 

 A mente é maravilhosa 

 O cérebro reptiliano e a necessidade de poder sempre andam de mãos dadas. São personalidades regidas pelas emoções mais primitivas, as mais agressivas e sem empatia, nas quais só se respira o prazer do domínio e a preocupação por si mesmo. Nas suas mentes não existe o autocontrole, e menos ainda a consideração pelos outros.
https://amenteemaravilhosa.com.br/cerebro-reptiliano-viciados-poder/

domingo, 6 de agosto de 2017

A beleza era mulher, ainda menina


Maria Gadú - "Quando fui chuva" {feat. Luis Kiari} - DVD Multishow Ao Vivo [Vídeo Oficial]
Web site 
guelã ao vivo ​por maria gadú
https://www.mariagadu.net/
~.~
imagem colhida na internet

A beleza era mulher, ainda menina

Tanta piedade se peço por uma mulher
De tão perdida se embeleza e se perdeu
Já morreu num falso amor, foi pela dor
Tudo é dor, é falso amor, morrer em vida

A beleza foi da menina, se perdeu da flor
Na mulher, a menina se perdeu do amor
Não há como voltar, nem há mais casa
Não há mais lar, lá se morava um no outro

Não, não há o que houvera por te amar
Não há na mesma rua, nem há a menina
Não há o que houvera, nem a mesma eu
O que era meu, só meu e se quebrou

Seu pai tocava, nem era tanto o amor
Sua mãe calava, enquanto só havia dor
De tanto amor, de pai por pais trocava
Amas pai, a mulher que hoje te alucina

Um coração que pulsa, enquanto sangra
Por uma mulher, a dor da piedade venho
Da beleza que se perdeu de tão perdida
Agora pulsa, repulsa, expulsa e se enoja

Nunca mais serão as duas, as mesmas
Não mais uma flor, nem mais perfume
Nem mais beleza, nunca mais ela será
Apenas fez dela um objeto dela mesma

Quando olho nos teus olhos não te vejo
Então, você me dói
~.~
imagem colhida na internet

Com o tempo, a tudo a gente se acostuma
A gente se acostuma a não saber quem somos
A gente se perde e não volta mais pra casa
Não há mais o lugar de onde a gente veio
Não há mais a mesma rua
Nem é a mesma casa
Lá não se mora mais um no outro
Não há mais um lar
Nem há a mesma menina
Lá nem sou mais eu
Me perdi de mim
Pelos caminhos
Não sei quem sou
Agora não dá mais
Não tem mais vida
Não sei mais voltar
Um dia volto pra casa
 Não sei pra onde
Se volto um dia pra mim


A vida não se fantasia, 
O sonho que é o sonho verdadeiro, se constrói um pouco do sonho todo dia 
O sonho que se constrói em segredo no impossível dos apequenados
Até que um dia o impossível aconteça na realidade
O impossível é muito grande pra gente pequena 
Gente pequena fantasia pra você ficar junto
Te enclausuram e te sufocam
Te diminuem pra você ficar presa 
No pequeno tamanho deles

Desde quando uma mulher precisa de um homem pra Ser valor?
imagem colhida na internet

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

o egoísta obsessivo inaceitável e a narcisista. A vaidade é o prazer sexual que vicia. A vaidade é o prazer de se exibir aos outros

Homenagem para Luiz Melodia
Luiz Carlos dos Santos, mais conhecido como Luiz Melodia, foi um ator, cantor e compositor brasileiro de MPB, rock, blues, soul e samba. 
Nascimento: 7 de janeiro de 1951, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Falecimento: 4 de agosto de 2017
Luiz Melodia
www.luizmelodia.com.br/
Site Oficial Luiz Melodia.
~.~
LUIZ MELODIA - QUASE FUI LHE PROCURAR[Roberto Carlos]
~.~

LUIZ MELODIA & ZIZI POSSI - ESTÁCIO, HOLLY ESTÁCIO
~.~
Juventude Transviada
Luiz Melodia

Lava roupa todo dia, que agonia
Na quebrada da soleira, que chovia
Até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada
Uma mulher não deve vacilar

Eu entendo a juventude transviada
E o auxílio luxuoso de um pandeiro
Até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada
Uma mulher não deve vacilar

Cada cara representa uma mentira
Nascimento, vida e morte, quem diria
Até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada
Uma mulher não deve vacilar

Hoje pode transformar, e o que diria a juventude
Um dia você vai chorar, vejo clara as fantasias
~.~.~.~
"Uma mulher não deve vacilar"

O pobre não sonha, o pobre fantasia.
O pobre que fantasia não constrói os sonhos na realidade
 Os sonhos de ser feliz ficam na fantasia
A vida na fantasia é uma vaidade empobrecida de conteúdo
A felicidade é dentro daquele que faz o sonho acontecer em vida

Os sonhos só se realizam longe e livres de gente egoísta
Todo egoísta deseja muito mais que os teus bens e a tua posse
 O egoísta tudo fará pelo sádico prazer do teu impossível
Para o egoísta é impossível a tua liberdade

O impossível é uma ideia
 O impossível é um sonho muito grande pra gente pequena
Gente pequena egoísta te aprisiona e não te permite crescer
Gente egoísta é pequena para te apequenar dependente
Gente pequena é o egoísmo de só te curtir e te enganar na fantasia

 Na vaidade do prazer egoísta, vicioso e empobrecido
O egoísta é um pobre de amor que se apropria por prazer
O egoísta não doa, não sabe amar
O egoísta quer mais ter prazer e te dará em troca o sofrimento

O egoísta quer o prazer da sua vida inteira
Um vida exuberante que se tornou escrava
 Uma vida fantasiosa que foi perdida na vaidade
A vaidade de ser um pobre de sonhos

A vaidade é um sonho dos egoístas que roubam a tua beleza da vida
|A vaidade e o egoísmo andam juntos
A vaidade que ser desejada pelo egoísta
O egoísta deseja o prazer e a posse da sua vaidade

A vaidade, o vício dos vícios

Um estudo da vaidade humana.
(baixe o livro, gentileza de Dr. Flavio Gikovate.com.br)
http://flaviogikovate.com.br/preview_produtos/vicio_dos_vicios.pdf

A vaidade exacerbada e a mentira de uma vida fantasiosa em nome de uma falsa verdade.
A desonestidade imoral e o egoísmo inaceitável e narcisista do ciumento possessivo.
A vaidade é o instinto de prazer sensual que vicia e causa a dependência
A vaidade é o prazer de se exibir aos outros sexo do oposto
A assédio sexual provoca a exacerbação da sexualidade
A exacerbação de exibir a sexualidade aos outros do sexo oposto

As vitimas apresentam várias sequelas psicológicas
Tais fobias, síndromes do pânico, traumas, entre outras psicopatologias
Necessitam de terapia cognitivo comportamental e cuidados médicos psiquiátricos

Toda pessoa vaidosa é manipulada pelos outros através da sua vaidade
A vaidade é a principal causa dos sofrimentos
A vaidade é a beleza que agride a si mesma, que vem pelo prazer e o desejo agressivo dos outros.
Exacerbar-se sexualmente é uma auto agressão
A vaidade exacerbada e a mentira em nome de uma falsa fantasia de vida.
Na desonestidade imoral e o egoísmo inaceitável de um narcisista.
Irás perceber que algo está errado pelo sofrimento.
Num envolvimento problemático promovido pelo Algoz
O sentimento de culpa será sempre atribuído a vitima sem ter culpa
Num processo de manipulação através da vaidade da vitima
A vaidade é o prazer sensual que vicia, é o prazer de se exibir aos outros
A vaidade limita a compreensão do envolvimento olhando somente para si mesma
Sem que se vejas na realidade em que vives, somente sofrendo sem compreender

"A vaidade exacerbada é a tua inimiga e a causa dos seus sofrimentos"
O algoz faz uso da sua vaidade te manipulando
Um Algoz egoísta insaciável e possessivo
Subtrai a tua dignidade e a identidade pessoal pelo sofrimento
 Frio e calculista, que te mata um pouco todo dia
Os guerreiros através do sofrimento das chicotadas se tornam escravos.
Os diversos graus de egoísmo - Dr Flávio Gikovate - in memoriam
O egoísmo é uma escolha inaceitável, imoral, pelo prazer de possuir tudo que a outra pessoa é e tem de melhor, inclusive a sua vida.
Como se tem falado mais em "psicopatas" e "borderline", as pessoas têm prestado mais atenção à variedade de características de personalidade.
São mais egoístas os que toleram mal frustrações e contrariedades: tornam-se agressivos e não poupam ofensas aos que frustram seus anseios.
Ao observarmos certas pessoas agindo com maldade e sem se importar com a dor que provocam, temos dificuldade em achar que não sentem culpa.
Site: www.flaviogikovate.com.br
Facebook: www.facebook.com/FGikovate
Twitter: www.twitter.com/flavio_gikovate
Livros: www.gikovatelojavirtual.com.br
~.~

11 verdades que o egoísmo esconde de você
1. Desejar o mal a outra pessoa, porque ela tem algo que nós não temos, não nos trará o bem que não temos, e sim o mal que não tínhamos. Responder com um mal (calúnia, difamação, hostilidade etc.) diante de um bem do outro (uma habilidade que não temos, o sucesso etc.) constitui um mal e se manifesta em outros males (ódio ao próximo, dano causado a ele, dano a si mesmo etc.).
2. Qualquer pessoa é mais valiosa que todas as coisas, possessões ou pertences.
3. É mais saudável ocupar-se dos outros que unicamente de si mesmo.
4. A pessoa vai se enriquecer na medida em que contribuir para o enriquecimento pessoal de parentes, amigos e colegas.
http://www.contioutra.com/11-verdades-que-o-egoismo-esconde-de-voce/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Vaidade

A mentira é uma escolha de enganar alguém e uma característica do desonesto. Ser desonesto é também uma escolha e o todo desonesto quer sempre ter vantagens. Todo desonesto é um egoísta e ser egoísta é uma escolha de busca infinita e imoral de prazer e posse, mesmo ao limite de possuir tudo ao extremo até a morte de outro alguém.
Os perigos da vaidade excessiva: http://ajudaemocional.tripod.com/id512.html
~.~

O ser humano vaidoso sente prazer em chamar atenção 
Dr. Flavio Gikovate - in memoriam

Tem muita gente com diploma, que acha que sabe tudo e tem uma boa educação. Eles pararam no tempo deles, no conhecimento deles, no egoísmo deles. O conhecimento não tem limites para transformar o animal em ser humano civilizado. Somente o conhecimento transforma e desenvolve a inteligência. Não se vence pela força, pela agressão, mas pela inteligência e a afetuosidade. Aquele que te impede de estudar, tem impede de evoluir para ser humano e te escraviza o corpo e a mente em cativeiro, te transforma em dependente prisioneiro. É o egoísta narcisista em busca do prazer animal sem limites, sem remorsos, sem dó e nem piedade por ele mesmo. O nascisista é o extremo patológico da vaidade. 
https://circuitogeral2015.blogspot.com.br/2014/12/espelho-espelho-meu-sindrome-de-narciso.html
~.~
O Narciso acha feio na aparência do que não se considera bonito. Vê apenas a imagem da beleza de si mesmo. "Espelho, espelho meu, há alguém mais bonita do que eu?" A vaidade cega o vaidoso, engana-o de compreender os seus defeitos, não sente a falta do conhecimento, a sua pouca inteligência não lhe permite compreender-se, a falta do valor de sua pessoa humana. A sua integridade permanece ôca, vazia de sentimentos e plena de sofrimentos. A vaidade é prazer e vício, é o gostar de se exibir aos outros. Reflexõpes sobre a vaidade humana: Dr Flavio Gikovate http://somostodosum.ig.com.br/artigos/psicologia/reflexoes-sobre-a-vaidade-humana-6141.html
~.~
A vaidosa não se tolera ser rejeitada, de não ser o centro das atenções, onde tudo lhe é preferência, e a todos para servi-la ao seu bel prazer. O vaidoso não se vê empobrecido, não se relaciona com a realidade da própria pobreza e a recusa da realidade na fantasia vaidosa em que vivencia. Vê-se como o centro da beleza, mas não consegue ver-se rodeado pela pobreza de seu ambiente e do empobrecimento das pessoas, cega pelo vaidade e pela carência de si mesma, não se reconhece nos que convivem ao seu redor. 
Como entender a vaidade feminina utilizando a auto estima e a personalidade. 
http://www.fgv.br/rae/artigos/revista-rae-vol-53-num-4-ano-2013-nid-47343/
~.~
~.~
A vaidade é o prazer de se exibir aos outros, como a aparência mais bonita, o corpo mais desejado, o atrativo mais sensual. Torna-se exibicionsita e movido pelos instintos ao se exibir da sua natureza do seu corpo sensual. Um corpo produzido para atrair os machos ou as fêmeas para a posse, o sexo e a reprodução. https://pt.slideshare.net/DaniGoedert/no-limite-da-vaidade-feminina-o-culto-ao-corpo-e-suas-representaes

Todo macho é dominante e usa a força agressiva, pois ele se acha no direito de possuir uma fêmea, que por sua vez a fêmea é sempre agredida, humilhada pela força e submissa como sua propriedade genética e refém do instinto para o território de prazer e sexo. Quem se exibe pelo sensual é para atrair o sensual dos outros, tanto quanto quem deseja sexualmente é para ser desejado pelo sexo dos outros. O exibicionismo é para dispor-se ao público. Expõem-se para o risco da agressão, ao chamamento desejado e o indesejado, as ofensas das palavras chulas e aos cortejos dos assédios sexuais dos instintos animalescos dos outros. 
~.~

O assédio sexual provoca a exacerbação da sexualidade. 
80% de abusos sexuais ocorreram com crianças de 0 a 15 anos
http://cidadeverde.com/noticias/101723/80-de-abusos-sexuais-ocorreram-com-criancas-de-0-a-15-anos
Todo macho ataca seus invasores de território e em defesa contra a sua perda da posse das fêmeas. O macho Não estará em defesa da vida da fêmea, pois ela será preservada pelo invasor, seu novo macho em seu mesmo ciclo reprodutivo.
Compulsão sexual, como identificar e como agir: http://sexosemduvida.com/compulsao-sexual-como-identificar-e-como-agir/


A vaidade nos extremos conduzem as doenças mentais e físicas, a anorexia, ao nascisismo, a exacerbação da sexualidade, exibição exacerbada da sensualidade, os desvios de comportamento e os conflitos de adaptação social e afetiva. 
VAIDADE EXCESSIVA, PODE SER UM TRANSTORNO PSICOLÓGICO: DISMORFOFOBIA
http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=26234
~.~
~.~
A hiper sexualidade conduz a ninfomaníaca, ao viciado em sexo dependente. Todo egoísta e manipulador te controlará pela sua vaidade. 
 http://superela.com/2016/05/05/precisamos-falar-sobre-vigorexia-a-doenca-da-vaidade/

As fobias e sindromes de pânico despertam pelo medo da posse sexual agressiva e traumática. O medo é deveras excitante e muito prazeroso num clima de erotismo, mas provoca o pânico e a fuga pelo temor da da posse e da agressividade sexual e física. 
Comportamento Sexual Compulsivo
Para ser patológico o Comportamento Sexual Compulsivo deve causar sofrimento emocional e proporcionar conseqüências interpessoais 
http://www.psiqweb.med.br/site/?area=NO/LerNoticia&idNoticia=168

Aquele que é agredido aprende a agredir, tanto quanto, aquela que assediada aprende a assediar. O sofrimento mental é o mais lento e doloroso na terapêutica psicológica da recuperação do trauma. O apetite sexual excessivo: https://pt.wikipedia.org/wiki/Apetite_sexual_excessivo

A vaidade só se permite olhar pela beleza e distorce a visão da realidade empobrecida. A vaidade é enganosa iludindo e estimula a fantasia de uma falsa felicidade. Imagina-se estar vivendo um padrão social invejável, porém em nada real ou de sua própria propriedade. http://www.revista.pucminas.br/materia/espelho-espelho-meu/
Despreza-se o conhecimento que enriquecerá o trabalho e a renda. O empobrecimento limita-o na auto beleza aparente, limita-a numa opinião persistente, sem conteúdo de valores e conhecimentos.  http://www.unicentro.br/redemc/2011/conteudo/mc_artigos/Midia_Cidada_Brito.pdf

Descobre-se uma fraude e perda de tempo em vida, depois da descoberta que estava sendo enganada por si e pelos aproveitadores egoístas. Os egoístas tiram do vaidoso, todo os seus pertences, projetos futuros, seu corpo e o tempo de vida em troca de sua vaidade. A vaidade é o vício dos vícios. http://flaviogikovate.com.br/preview_produtos/vicio_dos_vicios.pdf
~.~
~.~ 
A vaidade é a causa de muito sofrimento, de muita frustração, de muita agressão, de isolamento social e muita dor.  A vaidade em seu equilíbrio é auto estima, é gostar da própria higiene, do bem-estar, do bem vestir, do bem se apresentar ao público.
~.~

Todos os extremos são patológicos, sejam dos instintos, das emoções e dos sentimentos são incondicionáveis pelos instintos, condicionáveis pelo humano, doutrinários ideológicos e psicologicamente doentios.